pteneofrdeites
Artigo do Jornal: Jornal Maio 2019

Sobre o autor

Saulo de Tarso

Saulo de Tarso

Compartilhar -

Muitas mulheres sonham em ter filhos. Receber um espírito com essa missão, de dar oportunidade àquele que necessita reencarnar, não é tão simples assim. Requer abnegação, presença, renúncia, fatores essenciais a uma boa maneira de se educar. O benfeitor Emmanuel em O Consolador apresenta esses valores como santificados e de sacrifício em torno da família. Resume a missão materna sempre no amor de Deus.

A vida são momentos vividos em épocas distintas e, em cada época vivida, um estágio evolutivo, uma maneira diferente de pensar e agir. Allan Kardec na questão 890 de O Livro dos Espíritos assinala que o amor maternal é uma virtude ou um sentimento instintivo, comum aos homens e aos animais: é uma coisa e outra. A Natureza deu à mãe o amor pelos filhos, no interesse de sua conservação; mas, no animal, esse amor é limitado às necessidades materiais: cessa quando os cuidados se tornam inúteis. No homem, ele persiste por toda vida e comporta um devotamento e uma abnegação que constituem virtudes; sobrevive mesmo à própria morte, acompanhando o filho além da tumba. Vedes que há nele alguma coisa mais do que no animal”.

O momento ainda é de transição brusca e a cada dia mais apressadas são as mudanças. Vivemos dias dolorosos para muitas mães, que são separadas fisicamente de seus filhos, nas ditas tragédias do cotidiano de um mundo ainda extremamente materialista.

Para melhor compreensão, leia O Evangelho segundo o Espiritismo, capítulo 14 - Honrai a vosso pai e vossa mãe - Instruções dos Espíritos - A ingratidão dos filhos e os laços de família. Eis aí a chave para melhor compreender as tragédias familiares.

Salve todas as mães!!!

Compartilhar
Topo
Ainda não tem conta? Cadastre-se AGORA!

Entre na sua conta

Cron Job Iniciado